Economia Criativa

O ambiente cosmopolita e multicultural de Lisboa, a sua recetividade à inovação tecnológica e em particular às tecnologias de informação e comunicação (TIC's), a mão-de-obra competitiva e altamente qualificada, são características propícias ao desenvolvimento de uma economia criativa na cidade.

Por assim ser, um dos setores com maior potencial de crescimento de Lisboa é o da Economia Criativa, entendida aqui como um setor económico determinante para a cidade, entrecruzando diferentes realidades: económicas, socioculturais e tecnológicas. A economia criativa é dinamizada por inúmeros atores em constante diálogo e transformação, estando a ser desenvolvidos processos interativos entre a iniciativa privada e pública.

Projetos Criativos

Centro de Inovação da Mouraria

Num dos bairros mais criativos da cidade, a Mouraria, foi lançada a primeira incubadora para as Indústrias Criativas, o Centro de Inovação da Mouraria.

FabLab Lisboa

No antigo mercado do forno do tijolos instalou-se o FabLab Lisboa com a missão de ser um espaço aberto de prototipagem para a comunidade desenvolver seus próprios produtos.

Mercado Ofícios do Bairro Alto

Disponibiliza a todos o contacto com várias técnicas e equipamentos associados ao saber-fazer tradicional de origem secular, considerando o perigo de extinção deste valioso e insubstituível património imaterial.

Urban Manufacturing

Tem como base a troca de experiências entre cidades e regiões, com o objectivo de promover  ecossistemas colaborativos, com foco na inovação e crescimento das PME.